Tranfira arquivos pela sua pele

Isto mesmo! A gigante japonesa NTT já está vendendo um dispositivo que transmite dados por toda a superfície da pele humana, com um simples toque. O novo produto, batizado de FIRMO, se consiste de um pequeno cartão transmissor que, quando carregado junto ao corpo (num bolso por exemplo), converte os dados armazenados em um fraco campo elétrico através do toda a sua pele. Quando o utilizador toca um objeto ou dispositivo compatível com a bugiganga (até mesmo através de roupas, sapatos ou luvas), o sinal elétrico é lido pelo outro dispositivo, transferindo o dado.

Ele ainda tem uma transmissão lenta, mas não é difícil imaginar as possibilidades no futuro…

Imagine ir até a locadora, tocar no filme desejado, pagar, voltar até a sua casa, tocar no seu Player e Voalà! Você também poderia transferir as fotos da sua câmera digital com um dedo nela e outro no computador, ou trocar músicas com seus amigos com um simples toque de dedos…

Via Newlauches

16 Responses to “Tranfira arquivos pela sua pele”


  1. 2 Marco Aurélio abril 30, 2008 às 12:29 am

    eae? fmz? ae o título ta meio errado hehe!

    abçs! curti o blog

    dedodeouro.net

  2. 3 Elfrancio Granjense abril 30, 2008 às 1:25 am

    Isto prova que somos energia pura!

  3. 4 Piter abril 30, 2008 às 8:13 am

    Preparados ? A dominação mundial está chegando…

  4. 5 Zhandor abril 30, 2008 às 9:34 am

    vixe ta parecendo Metal Gear

  5. 7 Kaizzer abril 30, 2008 às 12:25 pm

    O que vai dar de neguinho “se oferecendo como pen-drive”…

    O cara vai chegar no trabalho:
    – Opa! Troxe o arquivo que eu te pedi?
    – Sim claro! Toma!

    E põe a mão (ou dedo) no outro cara para transferir o arquivo…

    =P

    Vai ficar mais fácil e descobrir quem é macho e quem não é, de acordo com a quantidade de dedadas que o indivíduo leva durante um dia…

    Vou fazer logo a campanha “Dedo não! Não sou pen-drive”…

  6. 8 Famscrow abril 30, 2008 às 2:08 pm

    Pior… Metal Gear 2. Rsrs

  7. 10 FOx abril 30, 2008 às 4:25 pm

    sera q vou estar vivo quando isso chegar aq no Brasil(? ?)

  8. 11 Reinaldo abril 30, 2008 às 5:01 pm

    Agora ficou mais fácil que passar um fax.

  9. 12 Ricardo abril 30, 2008 às 5:51 pm

    A primeira coisa que pensei quando li a matéria… Os tarados de plantão irão criar uma nova modalidade de sexo virtual.. heauheaueahuaehueahueahuae

  10. 13 bd abril 30, 2008 às 8:32 pm

    É bom eu pensar num anti-virus bem legal.

    já pensou você pegando um trojan comprimentando alguém.

    imagine as campanhas de saúde que surgirão^^

    saca:
    …e aí djow!”clap” PÌÌ PÌÌ> move to quarantine,¬¬, ih foi mal cara…

    bd

  11. 14 Gustavo maio 1, 2008 às 1:01 pm

    Meu deus … Como voces param pra comentar o post e falam tanta merda… pelor amor …

  12. 15 crazy hat maio 1, 2008 às 10:12 pm

    Essa tecnologia, mais a transmição de energia elétrica para alimentar aparelhos pelo ar e os implantes hi-tech devem gerar uma atividade eletromagnética – ou qualquer coisa assim – violenta. Imagina o cara correndo para chegar no carro durante uma chuvarada e no momento que toca a porta: POW!!! uma descarga de eletricidade e dados deixa o vivente – ou ex, dependendo do choque – estirado.
    E neguim também vai pegar muito mais que gonorréia e hiv. A Simantec vai virar concorrente da Johnsons.

  13. 16 Ti@go Gomes maio 2, 2008 às 12:10 am

    O grande problema realmente serão os vírus. Se bem que, quem não vai querer tocar naquela gata e transferir um trojan para “monitorá-la”? hehehehe

    Deu medo é? Preparem-se, isso é o futuro!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s